O Reino

Os Reis

  • Teramir é o território da família homônima, tendo sido primeiramente governado por Elro, o conquistador, responsável por unificar todas as cidades sobre a mesma bandeira e livrar a terra dos monstros selvagens. Após sua morte, procedeu um conturbado período de regências, já que o rei não teve filhos. Enfim, seu sobrinho, depois intitulado Elro II, tomou o poder pelo estabelecimento de diversos acordos diplomáticos. Esses documentos dividiam o reino em diversos segmentos, os quais deveriam ser governados por diferentes membros da nobreza, intitulados Lordes da Terra.
  • Com o reinado de Elro II, Teramir entra numa fase de prosperidade, e desenvolvimento. No norte, os anões concordaram com o estabelecimento de rotas comerciais, evento que motivou a criação de uma cidade humana na beirada das montanhas, nomeada Siruk pelo próprio povo anão. Os elfos continuavam isolados em suas florestas ao sul, mas iniciou-se um lento processo de aproximação alavancado pelo esforço dos diplomatas humanos. Além disso, a autonomia concedida aos Lordes fez com que o reino pudesse se desenvolver em diversas áreas distintas.
  • Elro II governou por mais de meio século, até contrair uma estranha doença incurável. Avaliado por sábios e curandeiros, todos concluíram que a enfermidade tinha uma origem mágica desconhecida. Com sua morte no mesmo ano, assumiu seu filho, Urgon I, que teve como primeiro ato proibir o uso da magia arcana por todo o reino. Os anos que se seguiram foram de grande repreensão, com o completo banimento dos magos e caça àqueles que insistiam em continuar em Teramir. A partir desse período, o rei passou a ser conhecido como Urgon, ruína dos magos.

O Reino

Intrigas e Terrores Renan